Mensagens

Senhora da Paz no Terramoto em Benavente - 23 de Abril de 1909

Imagem
A Senhora da Paz, salva de entre os destroços da capela e removida pela população de Benavente para a praça Anselmo Xavier. Fonte: " Ilustração Portuguesa ", nº 167 - 3 de maio de 1909 (Clichés de Benoliel) A Senhora da Paz no acampamento de Benavente (Cliché de Benoliel) Fonte: " Ilustração Portuguesa ", nº 168 - 10 de maio de 1909

Trajos da Madeira

Imagem
Camponesa da Madeira Camponeses da Madeira Poderão aceder à descrição de trajos desta e de outras regiões aqui . Fonte: Etnografia Portuguesa - Tentame de Sistematização pelo Dr. José Leite de Vasconcelos

Bairro Estrela D'Ouro - Lisboa

Imagem
Bairro Estrela D’Ouro O Bairro Estrela D’Ouro é uma antiga vila operária que um galego, proprietário de uma indústria de confeitaria, mandou construir para os seus trabalhadores, muitos dos quais também galegos a viverem em Lisboa.  Fica situado no Bairro da Graça , junto a Sapadores e ao magnífico miradouro da Senhora do Monte . A estrela que constitui um dos símbolos da Galiza em alusão ao “ campo de estrelas ” de onde deriva o topónimo Compostela é recorrente em todo o bairro ao qual, aliás, lhe dá o nome. A construção deste bairro marca uma época em que a presença da comunidade galega era particularmente notável, traduzida não apenas no elevado número de galegos a viver em Lisboa como ainda a então muito concorrida Romaria de Santo Amaro com o seu folclore característico e a criação da Xuventude da Galicia – Centro Galego de Lisboa . Fotos de Carlos Gomes O Bairro Estrela D'Ouro na Wikipédia

Costa da Caparica - Almada

Imagem
Costa da Caparica A imagem mostra a foz do rio Tejo, vendo-se ao fundo a costa de Lisboa e a serra de Sintra .  Em primeiro plano, a vila [cidade] da Costa da Caparica e os terrenos em redor.  Mais distante, a mata e o Bico da Calha  em relação à qual nos referimos no artigo acerca da Trafaria .   A Costa da Caparica é uma vila piscatória situada na margem sul do rio Tejo.  Devido à sua proximidade com a capital tornou-se numa zona balnear muito concorrida e o crescimento urbanístico aumentou consideravelmente.  Actualmente, predominam os estabelecimentos de restauração, hotelaria e outro comércio, registando-se um fluxo acentuado de imigração proveniente do Brasil. Apesar da sua excelente localização e das potencialidades da Península de Setúbal onde se insere, esta região não mereceu ainda as devidas atenções dos poderes públicos, reflectindo um caso de evidente avareza a sua falta de aproveitamento e a péssima construção que ali se registou há algumas décadas, não raras as ve

A matança do porco

Imagem
  Um belo exemplar suíno A condução da vítima para o suplício (Clichés Benoliel) "Enterram-lhe uma enorme faca no pescoço e grossas golfadas de sangue rubro são aparadas em alguidares, onde mãos de mulheres o vão agitando para ele não coagular. Nalguns pontos a morte é pronta, devida a uma picada de sovelão, e depois é que lhe tiram o sangue." Espetando o sovelão "Morto o animal, a primeira coisa a fazer é tirar-lhe o cabelo. Percorre-se-lhe o corpo demoradamente com ramos de carqueja a arder, enchendo-se o pátio e a casa de um fumo denso, fétido, irritante, no meio de crepitações secas." Chamuscando "Raspa-se depois o couro com uma faca, esfrega-se com carqueja molhada e lava-se em seguida com abundante água." Depois do pêlo queimado rapa-se com facas Depois de rapado lava-se com água quente Preparando as morcelas Com as morcelas ao lume "Com a ajuda dos vizinhos, leva-se em braços o porco, depois de esvaziado, e dependura-se a uma trave por uma gros

Festas de São João em Braga (1913)

Imagem
O São João em Braga - Capela do Santo Precursor onde se realizaram as solenidades religiosas O S. João é a maior festa concelhia. As primeiras referências remontam ao ano de 1489, ignorando-se, já nessa época, quando terá ocorrido a primeira das festividades. A programação é rica e variada, com muita música popular, ranchos folclóricos, iluminações artísticas, sessões de fogo-de-artifício e uma série de manifestações culturais, desportivas e de âmbito religioso. É festejado com os martelinhos, alho-porro, o cheiro dos manjericos, saltos à fogueira e arraiais com os seus tradicionais bailaricos. Festa popular e religiosa que conta com a presença indispensável de ranchos folclóricos, bandas de música, grupos de Gigantones ou Cabeçudos , de bombos e “ Zés Pereiras ”, teatro, jogos tradicionais, concertos e a grande festa da noite de 23 de junho. O São João em Braga - Aspecto das iluminações e ornamentações na avenida do Parque da Ponte que vai dar à capela de São João Clichés da &q