Olaria de Bisalhães (Vila Real ) - Picar o barro

1.- Picar o barro

«O barro, tirado da barreira, era partido e guardado numa dependência, a que chamavam “caleiro”. Quando fosse necessário, levavam-no para o pio e, deitando-lhe água, malhavam-no até o reduzir a pó. Passavam-no pela peneira, para afastar as impurezas. Havia dois tipos de peneira, conforme os utensílios a produzir: o crivo (malha larga) para a “louça churra”; e a peneira de rede fina, destinada à confecção de louça decorativa


Texto: Júlio António Borges, in Monografia do concelho de Vila Real
Imagem: Foto de Duarte Carvalho – Colecção de Postais editados pelo Centro Cultural Regional de Vila Real em 1999

1 comentário:

  1. vilar de nantes não adaptou o processo de vizalhaes pois são processos distintos e semelhan tes no resultado final, vilar de nantes é sem duvida menos aprefeisoado e mais osco e fosco
    joca (artesão de vilar de nantes)

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...